Prefeitura de Cabo Frio quer agilizar atendimento à mulher vítima de violência

Um intercâmbio entre a Prefeitura de Cabo Frio e a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) vai permitir que as mulheres vítimas de violência, na cidade, tenham um atendimento ainda mais ágil no que se refere aos serviços de assistência social.

O encontro que definiu a parceria aconteceu nesta terça-feira (28), na sede da DEAM, com a presença da coordenadora do Centro Especializado de Atendimento à Mulher (CEAM), Vanessa Sampaio, da assistente social, Ludmila Roque, da advogada, Julie Christie, e da delegada titular, Waleska Garcez.

Na ocasião, Vanessa falou sobre a importância desse intercâmbio, já que o Centro Especializado de Atendimento à Mulher é o órgão governo municipal responsável por realizar o trabalho de acolhimento às mulheres vítimas de violência.

“Este diálogo é importantíssimo porque a Delegacia e o Centro Especializado de Atendimento à Mulher desempenham papéis complementares no que tange os direitos da mulher. E esse intercâmbio de informações proporcionará uma maior eficiência no atendimento, que por razões burocráticas e /ou legais, costuma ser muito moroso”, avaliou.

A coordenadora do CEAM ressaltou, ainda, a importância da privacidade nos locais de atendimento a essas mulheres, e o devido acolhimento no momento em que elas mais estão vulneráveis e precisando de apoio.

“Trabalhar pelos direitos da mulher é garantir que elas tenham atendimento num ambiente seguro. É imprescindível que ela se sinta protegida quando vai realizar uma denúncia, principalmente porque a maioria delas, quando toma coragem de vir até nós, já está muito fragilizada. Por isso é muito importante um atendimento acolhedor e com técnicas especializadas”, explicou Vanessa.

Através dessa parceria, ficou estabelecido que a Delegacia da Mulher encaminhará para o Centro Especializado de Cabo Frio todos os casos registrados de violência contra a mulher. Para isso, uma nova agenda já foi marcada para o dia 12 de maio com a presença das equipes técnicas de ambas as instituições. Neste novo encontro serão discutidas as pautas em comum mais recorrentes, como a aplicabilidade da Lei Maria da Penha e suas interpretações, entre outros temas.

Segundo a superintendente municipal dos Direitos da Mulher, Tânia Lopes, o atendimento social à mulher vítima de violência, em Cabo Frio, é realizado no prédio da Secretaria Municipal de Assistência Social, na Rua Florisbela Roza da Penha, n°292, Braga. O funcionamento é de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h. Existe, ainda, a opção pelo telefone (22) 9980-82557, disponível 24 horas, todos os dias da semana.

“Importante reforçar que o atendimento é realizado com total privacidade e por profissionais especializadas como psicólogas, assistentes sociais e advogadas”, contou Tânia.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *