Governo define ações para potencializar turismo cultural em Cabo Frio

Governo define ações para potencializar turismo cultural em Cabo Frio

Com seus 405 anos de fundação, a cidade de Cabo Frio possui muito mais do que belas e paradisíacas praias. A sétima cidade mais antiga do país tem belezas naturais exuberantes, pouco conhecidas, e muita história para ser contada aos moradores e visitantes. Focando neste segmento, equipes da Prefeitura já estão definindo ações para potencializar o turismo cultural na cidade.

A ideia é focar nos locais históricos, colocando-os nos roteiros turísticos, e o trabalho começa pela Fazenda Campos Novos, em Tamoios. Muita gente não sabe, mas a sede foi construída em 1690. A propriedade tem mais de 300 anos, pertenceu aos jesuítas, e muitos anos mais tarde foi desapropriada por José Bonifácio, no segundo mandato dele como prefeito, em 1993.

Em 1832 a fazenda serviu de hospedaria para o famoso naturalista, Charles Darwin, durante uma viagem que ele realizou pelo Estado do Rio de Janeiro.

O complexo da Fazenda – sede e Igreja de Santo Ignácio – foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Artístico Histórico Artístico Nacional (Iphan) em 2014, mesmo ano em que foi encontrada uma moeda do ano de 1788 nas instalações. Hoje, o casarão passa por ações de reparo e restauração, assim como a igreja.

Apesar do abandono de anos, hoje a Fazenda Campos Novos vive outro momento. De acordo com o secretário-adjunto de Turismo, Carlos Cunha, todo o complexo é visto de outra forma pelo governo José Bonifácio.

“Nós enxergamos no complexo um potencial turístico gigantesco, tanto pela ótica da sustentabilidade quanto da valorização do patrimônio histórico e da cultura cabo-friense. O local está sendo totalmente revitalizado e já está aberto à visitação aos fins de semana”, contou Carlos.

O secretário-adjunto contou ainda que o atual governo possui um projeto para implantação de um restaurante no local, gerenciado pela comunidade quilombola, oferecendo pratos típicos da cultura.

“Neste domingo (28) faremos o primeiro teste para o projeto durante a confraternização do Produtor Rural de Cabo Frio, no Parque de Exposições da Fazenda Campos Novos. Além disso, esta semana também vamos nos reunir com as lideranças quilombolas da cidade para conversarmos sobre o treinamento de membros da comunidade que têm interesse em trabalhar com guia de turismo. Essas pessoas serão capacitadas e vão atuar na Fazenda, guiando os visitantes pelo complexo Campos Novos”, explicou Carlos Cunha.

Outro projeto para a área da Fazenda Campos Novos é o de Trilhas Sustentáveis. Segundo Carlos, atualmente elas estão sendo mapeadas e sinalizadas. A Trilha do Rio Una, por exemplo, vai desde a área da Escola Agrícola Nilo Batista até a Fazenda Campos Novos. No local foram feitos a medição do trajeto e um levantamento das espécies de fauna e flora, possibilitando roteirizar e sinalizar a trilha para que o visitante possa se aproximar da natureza e biodiversidade.

Além da Fazenda Campos Novos, outros patrimônios municipais também receberão atenção especial, como o Forte São Mateus, Fonte do Itajuru, Casa de Cultura José de Dome (Charitas), Corredor Cultural Torres do Cabo e o Teatro Municipal.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *