Festival Internacional de Corais ganha versão online este ano; prazo para inscrições termina na segunda-feira

Festival Internacional de Corais ganha versão online este ano; prazo para inscrições termina na segunda-feira

O Festival Internacional de Corais (FIC) de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, será online este ano, devido à pandemia da Covid-19. O evento irá ao ar nas redes sociais do festival, de 13 a 16 de março, com apresentações publicadas diariamente.

Os grupos interessados têm até a próxima segunda-feira (15) para se inscrever, gratuitamente, pelo e-mail [email protected], enviando um vídeo de apresentação do coral.

De acordo com a organização do evento, a regra principal para participar do FIC Petrópolis online 2021 é que o vídeo enviado tenha sido gravado no período da pandemia, de maneira remota, em forma de mosaico.

É necessário que, no corpo da mensagem, conste o nome do coral, o nome do regente, sua cidade, estado e país; nome da música e seus autores, além do contato telefônico do grupo. Podem ser enviados mais de um vídeo, mas, após o coro ser selecionado pela curadoria do festival, apenas um deles será exibido.

A segunda edição do FIC Petrópolis é uma realização do Instituto Movarte, apresentada pelo Governo Federal, Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, através da Lei Aldir Blanc.

“É uma satisfação integrar a equipe que atua na realização do festival, importante tanto pelo canto coral que é parte da história da cidade, quanto pela riqueza musical que será exibida”, disse a presidente do Movarte, Amanda Coelho.

O diretor, maestro Leonardo Randolfo, informou que “a procura está grande desde a abertura das inscrições, portanto, será um festival bastante rico em diversidade de grupos”.

Capital Estadual do Canto Coral

Petrópolis recebeu o título de Capital Estadual do Canto Coral, projeto do ex-prefeito Bernardo Rossi ainda como deputado estadual, sancionado pelo Estado em 2019.

O Segmento de Canto Coral é o que envolve maior número de pessoas na cidade, fomentando uma tradição bastante antiga, que remonta ao ano de 1.863 com a fundação do clube Sociedade Coral Concórdia. Aí está a origem do movimento coral, que sobrevive desde então a tantas transformações culturais e, atualmente, à obrigatoriedade do isolamento social.

Fonte: g1.globo.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *