Rio das Ostras mantém ações para pessoas com deficiência

Rio das Ostras mantém ações para pessoas com deficiência

Manter o isolamento social é a melhor forma de se prevenir contra o novo Coronavírus. Este protocolo da Organização Mundial de Saúde (OMS), amplamente divulgado pela imprensa, está sendo adotado pela Prefeitura de Rio das Ostras em relação aos mais de 800 pessoas com deficiência atendidos pelos Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

Este público continua em suas residências e tem seus benefícios depositados em dia e as atividades do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SCFV continuam via aplicativo de mensagem.

“Buscamos nesse momento tão difícil em que a pandemia nos afasta a ter um olhar mais atento às pessoas que fazem parte do grupo de risco ou que são mais vulneráveis, como as pessoas com deficiência. Priorizamos ao máximo os atendimentos em casa e por telefone. Mantivemos todas as atividades via WhatsApp e sempre damos um retorno sobre o que eles entregam. Os benefícios estão em dia porque entendemos que mais do que nunca estas pessoas estão suscetíveis a inúmeras questões”, relatou Eliara Fialho, Secretária de Bem-Estar Social.

Em dias normais, fora da Pandemia, a Prefeitura oferece por meio do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SCFV oficinas de artesanato, alongamento, hidroginástica, aula de dança, teatro, canto, balé, hip-hop, jiu-jitsu, passarela, zumba, recreação, esportes diversos. Muitas delas, agora, são aplicadas por meio de troca de  mensagens, vídeos, fotos e áudios e acompanhadas pela equipe técnica da Assistência Social. Dentro deste grupo são atendidas 81 pessoas com algum tipo de deficiência.

O serviço de Proteção de Atendimento Integral à Família – Paif atende às famílias referenciadas territorialmente pelo Cras e que se encontram com alguma vulnerabilidade social relacionada ao rompimento e fragilização de vínculos. Neste grupo, são atendidas 147 pessoas com deficiência.

“É muito importante a atenção que recebemos. Muitos não têm companhia e este encontro de vocês com a gente é a oportunidade da gente falar e ouvir. Tudo feito para estarmos juntos é fundamental. As aulas on-line ocupam nossa mente e são a forma da gente ver vocês.”, contou Ângela Sampaio.

BENEFÍCIOS – Os benefícios de transferência de renda municipal estão em dia. Nesse momento se torna essencial para que as famílias possam ter autonomia para adquirir, alimentos, itens de higiene, medicamentos ou o que considerar mais relevantes. A Prefeitura está à disposição da população para atendê-la para que possa superar as dificuldades impostas pela pandemia.

Os benefícios transferidos para a pessoa com deficiência são o BMD – Benefício Municipal de Deficiente e o BBP – Benefícios de Prestação Continuada. Os dois juntos somam 705 pessoas atendidas.

No SCFV – Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos são atendidos 81 cidadãos e no Paif – Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família, 147.

Além das pessoas que já participam de alguns destes benefícios ou serviços, a Secretaria de Bem-Estar atende outras pessoas que convivem com alguma deficiência, mas que não se enquadram no perfil socioeconômico.

Assistentes Sociais continuam dando apoio remotamente por telefone, fazendo visitas domiciliares quando necessário e distribuindo cestas básicas.

TELEFONE – O Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Nova Cidade atende pelo número 2771-2916. O do Âncora pelo número 2760-9074; o do Cidade Beira-Mar pelo 2771-6406; Rocha Leão pelo 2777-1437.

Já a Unidade de Mar do Norte pode ser contatada pelo telefone 2771-1650.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *