Chefe de Tóquio 2020 diz que Olimpíadas vão ser descartadas se não forem realizadas em 2021

Chefe de Tóquio 2020 diz que Olimpíadas vão ser descartadas se não forem realizadas em 2021

Pandemia do coronavírus continua ameaçando os Jogos mesmo após adiamento

Mesmo com o adiamento das Olimpíadas de Tóquio para 2021, os Jogos continuam em risco. Depois de a Associação Médica do Japão afirmar que vai ser difícil realizar a competição antes do desenvolvimento de uma vacina contra o coronavírus, o Comitê Organizador de Tóquio 2020 admitiu nesta terça-feira que todo o trabalho para sediar as Olimpíadas pode ser descartado se a pandemia não estiver controlada até o ano que vem.

– Nesse caso (de não serem realizadas em 2021), as Olimpíadas serão descartadas. Adiamos as Olimpíadas para o ano que vem, depois de termos vencido a batalha (contra o coronavírus). As Olimpíadas serão muito mais valiosas do que qualquer outra Olimpíada do passado se conseguirmos prosseguir com ela depois de vencer essa batalha. Temos de acreditar nisso. Caso contrário, nosso trabalho duro e esforço não serão recompensados – disse Yoshiro Mori, presidente do Comitê Organizador de Tóquio, em entrevista ao diário japonês Nikkan Sports.

É a primeira vez que os organizadores de Tóquio falam na possibilidade de cancelar os Jogos. Evitar qualquer especulação era a postura adotada pelos japoneses, que já haviam admitido não ver chance de um novo adiamento.


O Japão decretou estado de emergência em todo o país por causa do coronavírus, e Tóquio é o epicentro da pandemia por lá. O Japão já registrou mais de 13,6 mil casos de covid-19 e 385 mortes. Os números japoneses não estão entre os mais elevados do mundo, porém um evento como as Olimpíadas reúne pessoas de todo o mundo, entre atletas, jornalistas e torcedores.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *