Contratados da educação de Cabo Frio continuarão sem salários até o final deste mês

Contratados da educação de Cabo Frio continuarão sem salários até o final deste mês

Enquanto os diretores do Sepe Lagos estiveram hoje pela manhã no ato público na sede da Secretaria Municipal de Educação (SEME) de Cabo Frio, houve uma conversa com o superintendente financeiro do órgão, Frederico Martins. Os representantes do sindicato e trabalhadores da base da categoria o indagaram sobre os pagamentos pendentes e, como já era previsto pela direção do sindicato, ele confirmou que hoje foi efetuado o pagamento de dezembro de 2019 dos profissionais contratados e concursados que recebem por meio dos recursos próprios da prefeitura municipal. No entanto, os trabalhadores contratados que tem seus pagamentos realizados com recursos do Fundeb continuarão no sofrimento de não receber seus salários até o final deste mês. Segundo Martins, eles só teriam seus vencimentos quitados a partir no dia 25 de janeiro.
Quanto ao 13º de 2019 que está atrasado para a maior parte dos trabalhadores da categoria, o superintendente afirmou que a previsão de pagamento é a partir do mês de fevereiro.
Sobre os pagamento dos salários de janeiro de 2020, Martins afirmou que deverão ser efetuados dentro do prazo legal determinado pela lei orgânica do município.
O sindicato também questionou o superintendente financeiro quanto a ausência dos dados de prestação de contas da SEME no portal da transparência do órgão. Martins reconheceu que há essa irregularidade e disse que se comprometeria a sanar este problema o quanto antes. Mas no momento afirmou que não era possível atualizar estes dados pois “o sistema da SEME” estava “fora do ar”.
À tarde os diretores do sindicato também visitaram a Secretaria Municipal de Fazenda na tentativa de falar com o secretário Clésio Guimarães, mas ele não estava presente na repartição. Os diretores do sindicato foram recebidos, então, pelo secretário adjunto da pasta, Paulo César de Souza, conhecido popularmente entre os funcionários da prefeitura como PC. Ele reafirmou tudo o que foi informado ao sindicato pelo superintendente financeiro da SEME.
Portanto, o Sepe Lagos ressalta que a categoria precisa seguir mobilizada para que todos os profissionais da educação tenham acesso imediato aos seus salários de dezembro e demais direitos devidos pelo prefeito caloteiro Adriano Moreno. Somos uma só categoria e só poderemos garantir os direitos de todos se estivemos unidos e dispostos a lutar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *