Prefeitura de Arraial do Cabo realiza mais de 100 castrações gratuitas em pouco mais de um mês

Prefeitura de Arraial do Cabo realiza mais de 100 castrações gratuitas em pouco mais de um mês

Serviço é realizado de forma gratuita e atende às demandas dos cuidadores de animais e da população

Quem tem um animalzinho em casa sabe quanto amor eles têm para nos oferecer! Por isso, nada mais justo que a gente retribuir todo esse carinho cuidando da saúde deles. Pensando nisso, a Prefeitura de Arraial do Cabo, através da Secretaria de Saúde, inaugurou, há pouco mais de um mês, a UZCA: Unidade de Zoonoses, Castração e Atendimento Veterinário! Desde o dia 18 de outubro, 115 animais já foram castrados. Para comemorar essa marca, a coordenadora do projeto, Thaís Fantauzzi, e toda a equipe realizou um café da manhã especial nesta sexta-feira (25).

Com muito amor, cuidado e profissionalismo, a equipe veterinária realiza, uma vez por semana, as castrações gratuitas. E a lista de espera não para de crescer! A expectativa da Secretaria de Saúde é que, em cinco anos, a cidade atinja um nível satisfatório de controle populacional de cães e gatos. De acordo com o Secretário, Antônio Carlos (Kafuru), além das questões referentes à saúde pública, o cuidado e o respeito com os animais é essencial. “Essa unidade de atendimento veterinário é um pedido antigo dos cuidadores e protetores de animais da nossa cidade. Não podemos fechar os olhos para os casos de maus tratos que vêm acontecendo e a UZCA vem para ajudar esses protetores e os apaixonados por animais a minimizar esses índices e para tratar com respeito e amor que eles merecem”, acrescenta Kafuru.

Inicialmente, os interessados devem realizar um agendamento na sede da unidade, localizada na Rua Geraldo Alves Cândido, 14 B, em Monte Alto, ou por telefone 22 98116-5003. O atendimento é feito de segunda à sexta-feira, das 9h às 15h. Alguns pré-requisitos também devem ser obrigatoriamente preenchidos, como ser morador de Arraial do Cabo, ser protetor/ONG que beneficie cães ou gatos de rua ou assinar declaração de hipossuficiência (renda familiar de até 2 salários mínimos). Para realizar o cadastro é necessário a apresentação dos seguintes documentos: RG/CPF, comprovante de residência e carteirinha do SUS, esse último, não obrigatório.

Após o cadastro, o responsável deve levar o animal para uma consulta inicial para que a saúde dele seja avaliada e o registo do histórico dele. Durante esse processo é feito também todo um mapeamento da região. O objetivo, além de promover a castração, é monitorar as zoonoses – doenças que são transmitidas por animais – em todo o município, identificar focos dessas doenças, para que um controle seja feito.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *